Já sou cliente

Como cadastrar produtos da forma correta?

Otimizar a página de produto para aumentar a conversão.

A otimização da página de produto desempenha um papel fundamental na criação de uma experiência positiva para os clientes e no aumento das vendas. Ao cadastrar produtos em uma plataforma de e-commerce, é essencial seguir uma série de boas práticas para garantir que os clientes tenham todas as informações necessárias para tomar decisões de compra informadas e para que a sua loja se destaque em um mercado cada vez mais competitivo.

Fotos de Qualidade:

Tire fotos de alta resolução dos produtos de diferentes ângulos. As imagens devem ser claras e representativas do produto real. Evite fotos borradas ou com iluminação inadequada. Falamos mais sobre isso nesse post: 9 dicas sobre como fotografar produtos para sua loja virtual em 2024

Leia também: Como ajustar a exibição das imagens do produto no detalhe do produto?

Categorização Adequada:

Organize os produtos em categorias e subcategorias lógicas e fáceis de navegar. Isso facilita a busca e a descoberta de produtos pelos clientes. As categorias são muito importantes, cuide bem em como colocar para que o cliente não se sinta perdido em nenhum momento.

Título:

Seja claro e descritivo: Inclua o nome do produto e características importantes. Por exemplo, se estiver vendendo um vestido floral, um bom título seria “Vestido Floral Moov com Decote em V”. Use palavras-chave relevantes: Pense em termos que os clientes possam usar ao procurar pelo produto e inclua-os no título. Isso ajuda a melhorar o posicionamento nos resultados de busca.Se o produto for multimarca coloque a Referencia do fabricante (MPN)  para facilitar a pesquisa do modelo.

Produto:

Destaque atributos únicos: Se o produto tiver características distintivas, como material de alta qualidade ou funcionalidades especiais, mencione-as no título para destacar o valor do item.

Você também pode adicionar serviços na compra do cliente oferecendo personalização da camisa com o nome, por exemplo. Se você vende camisas de futebol, a personalização da camisa com nome e número é perfeita!

Descrições Detalhadas:

Forneça descrições precisas e detalhadas dos produtos, incluindo informações sobre características, materiais, dimensões, instruções de uso e cuidados, entre outros detalhes relevantes. Isso ajuda os clientes a entenderem exatamente o que estão comprando.

Uma ferramenta que pode ajudar bastante é o ChatGPT com ele você pode pedir descrições dos produtos, títulos e deixar ainda mais rico de informações. Claro que é necessário revisar e ver o que faz sentido colocar, mas a Inteligência Artificial do ChatGPT é muito bem otimizada e traz informações bem precisas.

Se você trabalha com produtos de marcas, faça questão de falar sobre isso na descrição. Incluir informações sobre marcas renomadas e reconhecidas nas descrições de produtos pode ser uma estratégia poderosa para atrair clientes e aumentar a confiança na sua loja online.

Incluir o endereço da loja física nas descrições de produtos é uma excelente prática para aumentar a confiança dos clientes e incentivar as vendas. Você mostra aos clientes que sua empresa é confiável e estabelece uma conexão pessoal, o que pode ajudar a aumentar as vendas e a lealdade à marca.

Preços Competitivos:

Pesquise os preços dos concorrentes e defina preços competitivos para seus produtos. Certifique-se de que os preços estejam alinhados com o valor oferecido e com as expectativas do mercado.

Oferecer descontos para pagamentos via Pix ou boleto bancário é uma estratégia eficaz para incentivar os clientes a escolherem esses métodos de pagamento, ao invés de cartões de crédito ou débito.

Uma prática bastante utilizada é a de valores quebrados, como R$199 ou R$199,90, em vez de preços inteiros, é uma estratégia comum no e-commerce e tem uma base psicológica bem estabelecida. Ela é conhecida como “preço psicológico” e é utilizada para criar a percepção de que o produto é mais acessível e atrativo para os consumidores. Aqui estão algumas razões pelas quais essa estratégia é frequentemente empregada:

Percepção de valor: Preços quebrados, especialmente aqueles que terminam com “99”, criam a ilusão de que o produto é mais barato do que realmente é. Os consumidores tendem a perceber o valor como sendo mais próximo do preço inferior (por exemplo, R$199 é percebido como mais próximo de R$100 do que de R$200), o que pode incentivar a compra.

Aparência de desconto: Utilizar preços quebrados também pode dar a impressão de que o produto está sendo vendido com desconto, mesmo que o preço final seja semelhante ao preço original. Isso pode atrair consumidores em busca de ofertas e promoções.

Facilita a comparação: Preços quebrados tornam mais fácil para os consumidores fazerem comparações de preços entre produtos. Por exemplo, um produto vendido por R$199 pode parecer mais barato do que outro vendido por R$200, mesmo que a diferença real seja mínima.

Aumenta a atratividade: Utilizar preços quebrados pode tornar o produto mais atrativo visualmente, pois o valor parece mais acessível e menos redondo, o que pode chamar mais atenção dos consumidores.

No entanto, é importante notar que essa estratégia pode não ser eficaz em todos os casos e para todos os tipos de produtos. Além disso, alguns consumidores podem considerar essa prática como sendo enganosa ou manipuladora. Portanto, é essencial equilibrar a utilização de preços quebrados com a transparência e a honestidade nas estratégias de precificação.

Estoque Atualizado:

Mantenha o estoque atualizado para evitar vender produtos que estão esgotados. Isso ajuda a evitar frustrações e problemas de logística para os clientes.

Leia também: Como ajustar a exibição das imagens do produto no detalhe do produto?

Política de Devolução e Troca:

Estabeleça uma política clara de devolução e troca de produtos. Certifique-se de que os clientes saibam como proceder caso queiram devolver ou trocar um item. Deixe bem claro em algum lugar do site falando sobre a Política de Devolução e Troca da loja, assim seus clientes tendem a confiar mais no seu produto, principalmente se for a primeira compra.

Produtos Relacionados:

Incluir uma seção de “produtos similares” na página de um produto pode ser uma estratégia eficaz para aumentar o tempo de permanência dos clientes no seu site e incentivar compras adicionais. 

Identifique produtos relevantes: Analise o seu catálogo de produtos e identifique itens que sejam semelhantes ou complementares ao produto que o cliente está visualizando. Isso pode incluir produtos relacionados por categoria, estilo, funcionalidade ou uso.

Exiba produtos similares de forma atraente: Crie uma seção visualmente atraente na página do produto para exibir os itens relacionados. Isso pode ser feito através de imagens dos produtos acompanhadas de seus nomes e preços, permitindo que os clientes tenham uma visão rápida e clara das opções disponíveis.

Destaque benefícios adicionais: Destaque os benefícios de comprar produtos similares, como a conveniência de adquirir itens complementares em uma única compra, a oportunidade de explorar outras opções relacionadas e a possibilidade de economizar em custos de envio combinando itens no mesmo pedido.

Facilite a adição ao carrinho: Inclua botões de “Adicionar ao carrinho” ou “Comprar agora” ao lado de cada produto similar para facilitar a compra. Você também pode adicionar opções de seleção, como cores ou tamanhos, diretamente na seção de produtos similares, permitindo que os clientes personalizem sua compra de forma rápida e fácil.

Personalize recomendações: Utilize algoritmos de recomendação para personalizar as sugestões de produtos similares com base no histórico de navegação e compras anteriores do cliente. Isso aumenta a relevância das recomendações e a probabilidade de conversão.

Ficha Técnica:

A ficha técnica do produto é uma ferramenta fundamental para fornecer informações detalhadas e específicas sobre um determinado item. Ela é essencial tanto para os clientes que desejam entender melhor as características e especificações do produto quanto para os vendedores que precisam garantir que todas as informações relevantes sejam comunicadas de forma clara e precisa. Aqui estão alguns outros elementos que não foram mencionado acima e que podem ser incluídos em uma ficha técnica de produto:

Recursos e Funcionalidades: Uma lista dos recursos e funcionalidades oferecidos pelo produto, destacando o que o torna único ou superior em relação a outros produtos similares.

Instruções de Uso: Orientações sobre como usar corretamente o produto, incluindo precauções de segurança, se aplicável.

Compatibilidade: Informações sobre a compatibilidade do produto com outros dispositivos, acessórios ou sistemas.

Certificações e Conformidade: Se aplicável, informações sobre certificações de qualidade, conformidade com regulamentações ou normas específicas da indústria.

Embalagem: Descrição da embalagem em que o produto será entregue, incluindo dimensões e peso da embalagem.

Origem e Fabricação: Informações sobre o país de origem do produto e o fabricante.

Ao fornecer uma ficha técnica abrangente, você ajuda os clientes a tomar decisões de compra informadas, aumenta a transparência e a confiança na sua marca e reduz a probabilidade de devoluções ou insatisfação do cliente devido a informações inadequadas. Certifique-se de que a ficha técnica seja fácil de encontrar e compreender, seja por meio da página de produto do seu site ou disponível mediante solicitação para clientes interessados.

SEO:

Por fim, em termos de conteúdo, fazer essas otimizações dos títulos, descrições e imagens dos produtos para os mecanismos de busca é vital para sua loja alcançar as primeiras posições e estar nas pesquisas do seu futuro cliente. Isso pode aumentar a visibilidade da sua loja e atrair mais tráfego orgânico para o seu site. Um SEO bem estruturado ajuda a você economizar na hora que você quiser investir em Tráfego Pago, mas isso merece outro post!

Atendimento ao Cliente:

Esteja disponível para responder às perguntas dos clientes e fornecer suporte antes, durante e após a compra. Um bom atendimento ao cliente pode ajudar a construir confiança e fidelidade à marca, responder o cliente rapidamente e sanar todas as suas dúvidas aproxima ainda mais o possível cliente.

Monitoramento e Análise:

E por fim, acompanhe regularmente o desempenho dos seus produtos, analisando métricas como vendas, taxas de conversão, avaliações dos clientes e feedbacks. Isso ajuda a identificar áreas de melhoria e oportunidades de crescimento. 

Ao seguir esses cuidados ao cadastrar produtos em seu e-commerce, você estará contribuindo para uma experiência positiva do cliente e para o sucesso do seu negócio online.

Sumário

Ficou com dúvidas?
Fale com nosso consultor comercial!

Receba todas as nossas atualizações

Newsletter
Aceite

Seja movido por sucesso,
venha para a Ecomece!

× Como posso te ajudar?